Seus jogos passaram a ficar lento do nada?

Pode ser sujeira!

Sim, sujeira no sistema de ventilação da sua placa de vídeo, o que gera super aquecimento no processador da placa, resultando na baixa performance. Muitas vezes nem chega a ser sujeira, mas sim falta de lubrificação.

Sintomas comuns nesta situação

  • O jogo fica lento, muito lento!
  • O jogo sempre rodou normal na sua máquina, e agora está ficando lento.
  • O jogo começa a rodar normal e depois de um pequeno intervalo começa a ficar lento e vai piorando até ficar impossível de jogar.
  • Você pode minimizar o jogo (ALT+TAB) e usar o resto das funções do computador normalmente, com resposta normal.

Como resolver

Limpando o sistema de ventilação da placa e principalmente lubrificando o eixo central da ventoinha.

Geforce 9600gt

Geforce 9400GT (Clique para expandir)

Na imagem ao lado, uma Geforce 9400GT da ECS, a qual estava sofrendo de super aquecimento. Ao expandir a imagem nota-se algumas manchas de poeira no dissipador, mas nada que viesse a atrapalhar o funcionamento. O real problema desta vez foi falta de lubrificação na ventoinha.

A fabricação das placas varia muito, esta por exemplo tem um sistema simples, onde a ventoinha fica bem exposta, outras vêm com carenagem para montar túnel de vento e outras manobras…

Bom, se você resolver desmontar tudo, isto é por sua própria conta e risco, não posso me responsabilizar por sua falta de perícia e violação de garantias da sua peça 🙂 Caso fique na dúvida, faça apenas uma limpeza superficial com um pincel de cerdas macias, tirando toda a sujeira visível, ou então leve direto a uma assistência técnica.

Vai desmontar?

Comece sempre analisando a coisa, não saia tirando parafusos nem fazendo pressão em nada. Verifique se você tem todas as chaves necessárias – normalmente philips – e arranje também:

  • Pasta térmica
  • Graxa bem fininha ou óleo de máquina
  • Paciência 🙂

Desmontando

Fixadores do dissipador (Clique para expandir)

Normalmente começo desafixando o dissipador de calor da placa, o que já isola também a ventoinha.

No caso desta placa, a fixaxão é feita por pinos de plástico que funcionam como âncoras flexíveis, onde basta pressionar os ganchos e empurrar os pinos para liberar o dissipador; em outras placas você pode encontrar parafusos de metal. O que é meio comum em todas, é a utilização de algum tipo de mola nestes fixadores, então tome cuidado para evitar perdê-las.

Em detalhe na imagem ao lado, os dois fixadores.

 

Removendo o dissipador nota-se o processador exposto e a pasta térmica, a qual não deve ser confundida com sujeira não é? Na verdade é legal trocar a pasta térmica, pois, por causa da sujeira e pela caloria que sofreu, já deve estar meio endurecida o que acabará por reduzir sua eficácia na eliminação dos bolsões de ar entre o processador e o dissipador. Leia mais sobre pasta térmica neste link da Wikipedia.

Dissipador de calor removido

Após desmontar tudo, fica fácil fazer uma boa limpeza. Aproveite para estudar o mecanismo da ventoinha e fazer a lubrificação no eixo onde está presa a base das hélices. A limpeza e lubrificação desta parte farão a real diferença no “conserto”, o resto é mais estética mesmo.

Placa parcialmente desmontada

Ventoinha parcialmente desmontada

 

 

 

 

 

 

Resultado

Após tudo limpo, lubrificado e pasta térmica trocada, a placa está funcionando de boa! 😀

Pronta para voltar à briga!