Configurando o push/pull simultâneo/paralelo no Docker

Olá.

O push/pull de imagens em versões recentes do Docker conta com a transferência de vários layers em paralelo, o que costuma acelerar bastante o processo. Contudo, em conexões mais restritas a situação pode ser outra, se transformando num transtorno. Isso principalmente na hora de fazer o upload de imagens.

Como há divisão da banda dentre as várias transmissões, a taxa individual de cada transmissão cai, resultando em um maior tempo para a conclusão de qualquer envio. Estando em uma conexão mais instável, isso normalmente resulta em grande frustração, pois o Docker acaba desistindo do envio após várias falhas e nenhum arquivo transmitido. Continue lendo

Content assist do Eclipse não funcionando no KDE

Depois de instalar o KDE em um ambiente Ubuntu 14.04 LTS, através do pacote kubuntu-desktop v1.308.1, tive problemas com o recurso de content assist no Eclipse, o qual é acionado por CTRL+SPACE. Acredito que o mesmo problema ocorrerá também no Netbeans, que utiliza a mesma hotkey.

No meu caso o problema foi um conflito com o IBus (Intelligent Input Bus), que é um framework para possibilitar a utilização de vários idiomas para entrada de texto, possibilitando a rápida troca de idioma através de uma hotkey, que por padrão é justamente o CTRL+SPACE.

Para resolver o problema basta desabilitar a hotkey, ou mudá-la para outra combinação, caso queira utilizar o recurso. Para isso abra o IBus pelo menu de aplicações do KDE ou, se estiver disponível, pelo ícone na “system tray”, que normalmente se apresenta como um teclado:

Ícone do IBus na System Tray

Acionando a tela de preferências, o CTRL+SPACE aparece logo de cara. Acione então o botão de configurações…

Tela de preferências do IBus

Comigo, a tela de configuração das hotkeys ficou “bugada” e não exibiu corretamente a lista de hotkeys, mas como o item já vem selecionado, bastou acionar o delete e confirmar.

Tela de configuração da tecla de atalho do IBus

Referências:
Homepage do IBus: https://code.google.com/p/ibus/

Assistir ao Netflix no Linux Ubuntu/Debian

Alternativa: Netflix Desktop

O pacote “netflix-desktop” consiste em uma versão personalizada do Wine que vem com Firefox e Silverlight 4 instalados, pronto para acessar o Netflix.
Ao instalar, um link é criado no menu de aplicações do sistema, dentro da categoria multimídia. Basta acioná-lo que uma instância do Firefox (versão Windows) é iniciada pelo Wine com tudo pronto.

A instalação é feita pelo pacote “netflix-desktop”:
sudo apt-get install netflix-desktop

Caso não tenha o repositório, pode adicionar o repositório ppa do autor:
sudo add-apt-repository ppa:ehoover/compholio

O pacote também está disponível em outro repositório:
sudo add-apt-repository ppa:pipelight/stable

Caso tenha problemas com os comandos acima, tente baixar o pacote deb diretamente:
http://ppa.launchpad.net/ehoover/compholio/ubuntu/pool/main/n/netflix-desktop/
https://launchpad.net/~pipelight/+archive/stable/

Mais informações estão disponíveis na homepage do projeto:
http://www.compholio.com/netflix-desktop

Situação do Silverlight

Há algum tempo atrás, consumir mídia distribuída por Silverlight no Linux era mais simples, pois bastava instalar um plugin diretamente no navegador, da mesma forma que é feita no Windows. Nesse caso utilizava-se o Moonlight, que é uma implementação do Silverlight para Linux que funciona sobre a plataforma Mono, porém o projeto foi descontinuado. Entre outros motivos, cita-se que o fim do projeto deu-se pela baixa adoção da tecnologia Silverlight.

Outra questão relacionada ao assunto, é que o Netflix está investindo na troca de sua solução baseada em Silverlight por algo compatível com HTML5, visando é claro, maior audiência.

Enquanto o Flash se mantém no mercado mesmo após as duras ameaças de morte vindas do HTML5, a solução da Microsoft definha principalmente por não ter recebido investimento em portabilidade. De qualquer forma, este é um fenômeno natural, visto que hoje entende-se que a padronização trazida pelo HTML5 é a melhor abordagem.

Algumas referências:
Homepage do Moonlight
Mono Moonlight no Wikipedia
Netflix to dump Silverlight, Microsoft’s stalled technology
Miguel de Icaza on ASP.NET MVC, Moonlight, and the Android Lawsuit

Convivência entre OpenJDK e OracleJVM no Kubuntu

Antigamente era comum a utilização do Java para Applets e afins, porém agora me deparo com isto tão raramente que só fui descobrir hoje, que o Firefox bloqueou versões antigas do Java e meu Firefox estava sem plugin Java.

Tinha instalado apenas o OpenJDK, que vem por padrão no Kubuntu e este pelo jeito não tinha instalado o plugin do navegador. Como a VM desta implementação me dá problemas com alguns aplicativos, resolvi colocar logo a implementação da Oracle. Continue lendo

Buscando texto dentro de arquivos no Linux

Um recurso legal de ter à disposição, principalmente a programadores, é a busca em conteúdo de arquivos. Normalmente temos isto no gerenciador de arquivos, porém se quisermos fazer “na mão”, talvez até gerar uma automação usando ShellScript, uma solução é usar o comando grep.

Sintaxe:

grep -R [string buscada] [diretório base]
* -R define a recursividade da busca, ou seja, a busca irá partir do diretório base e seguir para seus subdiretórios também.
  Continue lendo